Segunda, 25 de Maio de 2020 23:00
75.988218076
Cidades Ordenação Sacerdotal

Filho da terra será ordenado sacerdote em Jaguaquara

A celebração será presidida pelo jaguaquarense Dom Frei Rubival Cabral de Britto, OFMCap. Bispo de Grajaú-MA.

04/01/2020 10h51 Atualizada há 5 meses
Por: Fátima Oliveira
Fonte:Facebook
Fonte:Facebook

Acontecerá neste sábado (04), às 18h, no Santuário Maria Auxiliadora, em Jaguaquara-BA, a ordenação presbiteral do Frei Alan Santana dos Santos.

A celebração será presidida pelo também jaguaquarense Dom Frei Rubival Cabral de Britto, OFMCap. Bispo de Grajaú-MA.

O futuro sacerdote é natural de Jaguaquara-BA, e após a sua ordenação exercerá seu serviço pastoral na Província Nossa Senhora da Piedade de Bahia e Sergipe da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, na Paróquia Maria Auxiliadora.

Quanto à expectativa em trabalhar em sua própria terra natal, Frei Alan se mostra sereno. Para ele a comunidade o tem acolhido e o seu desejo é trabalhar com o povo, é estar junto, “é ir aonde ninguém quer ir”, afirmou:

“Cessam-se as palavras, falem os gestos, a gente caminha, trabalha e quando chegar o momento da partida, a gente colhe as respostas”.

Vocação

Segundo o frade, a sua vocação religiosa foi despertada no primeiro momento pelo serviço missionário dos Frades Menores Capuchinhos, na paróquia Maria Auxiliadora, e em outros países, a exemplo do trabalho desenvolvido pela fraternidade no Timor Leste.

Na visão do franciscano, que é o primeiro de três filhos, viver longe dos familiares, vencer a ansiedade de concluir o período de formação, foram as principais dificuldades enfrentadas durante no processo formativo. No entanto, o desejo de servir a Cristo o ajudou a superá-las.

Formado em Filosofia e bacharelando em Teologia, frei Alan aponta como elemento exigente, apesar da sua capacidade de adaptar-se, a sua própria formação:

 “Mudar costumes, mudar temperamento, desejos, sobretudo na formação humana pessoal, como diria Santa Terezinha, é um espinho na carne, que a gente carrega”.

De acordo com o frade, o apoio de sua família foi constante durante todo o seu percurso. Também as pessoas de Frei Chico Carlone (in memoriam), Frei Giovane Capone, foram grandes incentivadoras da sua escolha religiosa.

Demais, para ele as palavras de motivação da comunidade também acendem a vontade de servir a Deus e ao povo:

“O maior presente que um religioso pode ter são as orações da comunidade”.

Além da Pessoa de Cristo, frei Alan traz em sua memória como referenciais de vida,  São Francisco e Santa Clara de Assis (santa de devoção), São Félix de Cantalice e Santa Dulce dos Pobres.

Para ele, nestas figuras é possível ver o próprio Cristo agindo, mesmo com as fragilidades humanas, são homens e mulheres fortes:

 “Das agiografias dos santos não encontrei alguma que pudesse me encantar tão bem quanto Francisco, que inspira a fazer algo diferente e a fazer algo diferente não para mudar o mundo, mas para tentar mudar a si mesmo, e na mudança de si, fazer o melhor para os outros”.

Missão

Adotar como lema de sua caminhada as palavras de Santa Clara de Assis “Abrace o Cristo Pobre” significa para o franciscano, invocar o desejo inicial de Cristo “Ide” e também o Concílio Vaticano II que expressa que somos uma igreja em saída. Para ele, é estar aonde ninguém quer ir:

“Aquele que deseja o seguimento de Jesus Cristo, deve estar atento ao ensinamento do próprio Cristo, que é uma conversão pessoal, acreditar nos ensinamento d’Ele e somente depois poder levar isso a diante. Porque ser um padre? Para poder ser aquele que serve”.

Sobre os maiores desafios de hoje e não somente para os jovens, o frei Alan elenca a cultura do imediato.  De acordo com o mesmo, vivenciamos um pico da velocidade da comunicação social, no entanto, vivemos um mundo muito mais virtual que social, onde as pessoas se distanciam entre si.

Ademais, constitui para o jovem cristão obstáculo, as opções ofertadas pela sociedade, que não condizem com os ensinamentos de Cristo. Para o franciscano, o jovem cristão caminha na contramão da sociedade. Outro ponto apontado por ele é o amor ao próximo, “a maior valoração da moral cristã”.

Igreja

Sobre as especulações que se discute em volta da modernização da Igreja frei Alan expõe:

“É muito fácil falar em modernização, vivemos um período de pós-modernidade, mas nada é mais atual ,viva e atuante do que a própria Igreja”

Segundo ele a igreja tem se atualizado, a exemplo do Concílio Vaticano II que propõe o aggionarmento, atualização. Exemplifica que estamos passando por esse momento, e cita que o Papa Bento XVI começou um processo de reforma na Cúria Romana, e o Papa Francisco assume e o leva adiante. Segundo ele:

“a multiplicidade de dons que a própria Igreja tem, mostra o quanto ela é atual, que Ela consegue viver e conviver em todos os âmbitos, em todos os quatro cantos da sociedade, sendo aquilo que ela é, e cumprindo a sua missão, que é tornar a Pessoa do Cristo atuante, presente na vida da sociedade”.

O franciscano explica que a modernização, no sentido que muitas vezes a Igreja é criticada, não faz sentido, pois a igreja é rica em serviço, e dentro dela todos podem encontrar lugar para ofertar aos outros os seus dons, sem precisar modificar estilos e condições.

Cita como exemplo o celibato:

“Não vejo isso como uma dificuldade, porque é uma escolha, é um desejo. Aquele que deseja seguir o caminho do sacerdócio sabe que uma de suas renúncias terá que ser a vida a dois. Então ele deve estar pronto pra fazer essa renúncia. Eu consigo fazê-la? Ai é questão pessoal de cada um (...).  Eu vivo meu celibato em função do meu desejo de ser sacerdote”.

Frei Alan abraça a comunidade e convida todos a celebrar a festa do Sacrifício Eucarístico de Cristo, onde ele ofertará sua vida a Deus e a Seu povo.

A Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (OFM.Cap) é um ramo da Família Franciscana que tem São Francisco de Assis como pai e fundador. Surgiu na Itália, em 1525.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Jequié - BA
Atualizado às 23h00 - Fonte: Climatempo
20°
Poucas nuvens

Mín. 18° Máx. 33°

20° Sensação
9.6 km/h Vento
94.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (26/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 34°

Sol com algumas nuvens
Quarta (27/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 32°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias