Rádio Diário
AG. MARTA - POLPAS NUTRICAU ( Cota Marta)
PI 025589 - F - BANNER AÇÕES JEQUIÉ 1219 728X90PX
Crime

Preso acusado de assassinar a jovem Larissa França

O crime chocou pela perversidade com que foi cometido

10/12/2019 16h26Atualizado há 1 mês
Por: Redação
Fonte: 10ª. COORPIN / Delegacia Territorial de Planalto
Foto: DT de Planalto
Foto: DT de Planalto

Nesta terça-feira (10), investigadores da Delegacia Territorial de Planalto, deu cumprimento ao Mandado de Prisão expedido em desfavor de PEDRO IAGO NUNES YANEZ, acusado da morte brutal de LARISSA SILVA DE FRANÇA.

ENTENDA O CASO:

A equipe desta Delegacia Territorial de Planalto, no dia 05 de setembro de 2019, tomou conhecimento da localização de um corpo do sexo feminino, desmembrado e parcialmente incinerado, já em estado de decomposição, nas margens da estrada vicinal do Taquaral, no Distrito de Lucaia, município de Planalto. As investigações preliminares dos investigadores da delegacia de Planalto, apontaram que o corpo encontrado poderia pertencer à jovem LARISSA SILVA DE FRANÇA, garota de programa na cidade de Vitória da Conquista, a qual estava desaparecida há três dias. 

O crime chocou pela perversidade com que foi cometido, a todos os policiais envolvidos na investigação, pois a jovem LARISSA teve seu corpo queimado e os membros extirpados, fato que dificultou de sobremaneira sua identificação, que apenas fora determinada após perícias realizadas pelo Departamento de Polícia Técnica, que apenas conseguiu identificar LARISSA através de exames em sua arcada dentária.

LARISSA era natural de Montes Claros - MG, e sua família estava aflita desde seu desaparecimento, e com a localização do corpo, ficou e estado de choque pela violência com que a vítima foi executada.

Segundo o Relatório de Investigação Criminal, LARISSA teria saído à noite do hotel onde residia na cidade de Vitória da Conquista, acompanhada de PEDRO, o qual namorava a vítima, e não mais foi vista com vida. PEDRO após sair com LARISSA, retornou mais tarde ao hotel, tentando ter acesso ao quarto de LARISSA, porém foi impedido seu acesso por funcionários daquele estabelecimento. PEDRO foi interrogado nesta Delegacia, onde deu versões contraditórias e infundadas sobre seu relacionamento com LARISSA e falsos álibis do momento em que saiu com LARISSA do hotel até o momento em que esta fora encontrada, o que levou a Autoridade Policial da época, o Delegado Sérgio Fabiano a desconfiar de sua participação no homicídio, sendo realizadas diversas diligências e investigações que concluíram que PEDRO seria o responsável pela morte de LARISSA, motivado por ciúmes, em razão de LARISSA ter terminado o relacionamento. A Prisão Preventiva de PEDRO foi representada ao Judiciário, sendo esta deferida e expedido o competente Mandado de Prisão, que fora devidamente cumprido na data de hoje, por policiais civis da Delegacia de Planalto.         

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.