Terça, 19 de março de 2019
73 98834-8957
Cidades

08/03/2019 às 20h00 - atualizada em 13/03/2019 às 20h21

Redacao

Jequié / BA

Prefeitura de Jequié investe na segurança e modernidade do trânsito urbano
Mesmo diante das polêmicas criadas nas ações de modernização do trânsito em Jequié, há um erro grave dos críticos quando dividem o valor global dos investimentos pela quantidade de semáforos que estão sendo implantados.
Prefeitura de Jequié investe na segurança e modernidade do trânsito urbano

Os acidentes de trânsito matam cada vez mais pessoas em todo o planeta, com 1,35 milhão de óbitos por ano, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), preocupada com a falta de medidas de segurança nos países mais pobres. Segundo pesquisas de institutos que acompanham a evolução dos acidentes de trânsito no Brasil, 32,4% dos acidentes urbanos se dão pela falta ou desobediência aos semáforos. De olho nesses dados e em cumprimento a Lei 13.614/2018, que criou o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS), a Prefeitura de Jequié deu início a um investimento importante para a segurança no trânsito do município, com a aquisição e instalação de novos conjuntos de semáforos nas vias consideradas emergenciais.


Mesmo diante das polêmicas criadas nas ações de modernização do trânsito em Jequié, há um erro grave dos críticos quando dividem o valor global dos investimentos pela quantidade de semáforos que estão sendo implantados. Inicialmente, vale apontar que não há obrigatoriedade na aquisição total dos itens licitados, podendo ser as contratações fracionadas, de acordo com a disponibilidade de recursos públicos e com a necessidade dos produtos ou serviços.



Como exemplo, o novo conjunto semafórico instalado no cruzamento da Avenida Franz Gedeon, com a Rua XV de Novembro, que é formado por 12 grupos focais, sendo quatro para pedestres, cinco refletores, um veicular e dois indicadores de tempo. Associados a estes equipamentos, estão seis colunas que sustentam os conjuntos focais, dois braços de aço com projeção de seis metros para suporte dos conjuntos focais indicadores de tempo e, ainda, seis suportes simples para grupo focal de pedestres, um suporte para grupo focal repetidor, três suportes basculantes, 750 metros de cabo de rede e flexível para interligação dos conjuntos, um módulo de comunicação GPS e um controlador eletrônico, que gerencia todos os conjuntos focais.


Logo, é possível concluir que, cada conjunto focal e seus acessórios instalados custaram, em média, R$ 9.229,70 (nove mil, duzentos e vinte e nove reais e setenta centavos), totalizando R$ 110.756,40 (cento e dez mil, setecentos e cinquenta e seis reais e quarenta centavos). Soma-se a isso, ainda, os serviços agregados para a implantação dos equipamentos, e que envolvem serviço de corte da via, construção de laço detector de veículo, envelopamento de concreto para instalação elétrica, aterramento de controlador, pesquisa e tabulação de tempo de semáforos, além de deslocamento, hospedagem e alimentação de equipe técnica, frete de matérias, impostos diretos e indiretos e monitoramento pós-implantação, que custaram R$ 54.107,51 (cinquenta e quatro mil, cento e sete reais e cinquenta e um centavos).



Em outro exemplo, o conjunto focal que atenderá o cruzamento da Avenida Landulfo Caribé e Avenida Castelo Branco, próximo à Ponte Landulfo Caribé, não passará de R$ 80.000,00 (oitenta mil reais). Cada via apresenta sua complexidade no trânsito e possuem necessidades distintas de investimento.




“É necessário que sejam amplamente divulgadas essas informações, pois elas colocam por terra as polêmicas criadas e distribuídas em redes sociais, com o foco de gerar desconfiança da população no governo municipal, com relação ao trato do erário, chegando-se a afirmar, maldosamente, que cada conjunto de semáforos custariam em torno de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), o que não é verdade. Há décadas não se investe no trânsito de Jequié. Nós demos vida à Superintendência Municipal de Trânsito, a SUMTRAN, e agora estamos demonstrando respeito com os pedestres e condutores. Isso é trabalhar para que vidas não sejam ceifadas por conta da inércia do poder público, porque a vida humana não tem preço.”, afirmou o prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira.


FONTE: Secom - PMJ

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium